segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Chegada triunfal

mulheres sorridentesCerta vez fui pegar um sobrinho na escola. Eu devia estar com 19 ou 20 anos e fiquei completamente alucinado ao ver que a porta do colégio estava coalhada de jovens mamães, que conversavam animadamente enquanto esperavam seus rebentos.

Na frente do prédio, na calçada, havia uma corrente para impedir que carros estacionassem ali. Baixinha, ela fazia um arco e bem no meio uma plaquinha avisava: "Não Estacione".

Pensei em fazer uma chegada triunfal. Assim, estufei o peito e saltei a corrente.
Mas meu pé esquerdo não passou e, totalmente sem jeito, me estatelei no meio da mulherada.

Silêncio... todas me olharam e devem ter pensado "o que aquele mané estava fazendo deitado com a barriga no chão".

Vermelho como um pimentão, levantei, "sacudi a poeira" e com a maior cara de paisagem, sem coragem de olhar pra ninguém, doido de vontade de desaparecer, me aprumei e esperei meu sobrinho sair, rodeado de belas mulheres.

2 comentários:

Nina Victor disse...

Que cena memorável!!! :P

Helio Jenné disse...

Putz, a mulherada deve estar rindo até hoje, rsrs. :P